"Esta web utiliza cookies para facilitar la navegación por ella y para realizar análisis de su uso, incluida la elaboración de perfiles de navegación con fines publicitarios. Si continua navegando, consideramos que acepta su instalación. Para obtener información detallada sobre las cookies que utilizamos, incluyendo cómo configurar su navegador para rechazarlas, pulse aquí."

restauración

ficha técnica

A FLORE PORTUGAISE E AS VIAGENS EM PORTUGAL DE HOFFMANNSEGG E LINK
A FLORE PORTUGAISE E AS VIAGENS EM PORTUGAL DE HOFFMANNSEGG E LINK
(edición digital)
2015
494
978-989-51-3371-0
Epublication content package
Portuguese
3,00
(IVA inc)*
  • comprar ahora

    tu libro al instante

  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

No

sinopsis

Passaram duzentos anos sobre a edição da ?Flore Portugaise ou description de toutes lês plantes que croissent naturellement au Portugal?, do conde Hoffmannsegg e do professor Johann Friedrich Link, que descreve 659 espécies da flora portuguesa e resulta das viagens feitas por aqueles naturalistas, em Portugal, entre 1779 e 1801. A história desta obra é pouco conhecida, questão a que nos dedicamos neste livro. Totalmente desconhecido em Portugal é o projecto de uma Flora Lusitaniae, que os mesmos autores tinham em preparação e cujo prefácio, única peça escrita conhecida, apresentamos. Contar a história da Flore Portugaise obriga a contar as histórias das viagens que lhe deram origem, e dos três livros e vários artigos publicados pelo autores, que dão um interessante panorama de Portugal na viragem do séc. XVIII para o séc. XIX. O Conde Hoffmannsegg tentou antecipar-se a Brotero, para ter a honra de ser o primeiro botânico a corresponder ao apelo de Lineu: ?Não haverá, então, uma pessoa... que possa dar ao Mundo literário uma Flora exacta desta região [Portugal]? Deus Meus! Que Obra.. desejável não fará, quem esquecerá uma tal Flora!?. Sepultado no Antigo Cemitério Católico de Dresden, ao lado do compositor Franz Schubert, o conde Hoffmannsegg, deixou-nos uma das mais belas floras do Mundo.


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


comentarios de los usuarios/usuarias