"Esta web utiliza cookies para facilitar la navegación por ella y para realizar análisis de su uso, incluida la elaboración de perfiles de navegación con fines publicitarios. Si continua navegando, consideramos que acepta su instalación. Para obtener información detallada sobre las cookies que utilizamos, incluyendo cómo configurar su navegador para rechazarlas, pulse aquí."

restauración

ficha técnica

A TRAGÉDIA DE MARIANA - O NARCISISMO GERENCIAL NA PÓS MODERNIDADE
A TRAGÉDIA DE MARIANA - O NARCISISMO GERENCIAL NA PÓS MODERNIDADE
(edición digital)
2017
192
978-989-774-086-2
Epublication content package
Portuguese
3,00
(IVA inc)*
  • comprar ahora

    tu libro al instante

  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

No

sinopsis

A Tragédia de Mariana - O narcisismo gerencial na pós-modernidade traz uma inédita abordagem do rompimento da barragem de Fundão, em 5 de Novembro de 2015, ricamente ilustrada por fotografias feitas na sequência do desastre que ceifou vidas, destruiu cidades, matou e comprometeu a flora, a fauna e as águas do legendário Rio Doce. Tendo como fio condutor o ciclo do ouro, que legou ao Estado o nome, Minas Gerais, e um singular e rico patrimônio cultural. Epaminondas Bittencourt esmiúça a historia da mineração, do ouro ao minério de ferro, até chegar aos dias atuais. Para ele, o desastre é fruto de uma gestão narcisista focada na produção, em total detrimento da responsabilidade social corporativa, como revelou a análise do discurso construída da própria mineradora, a SAMARCO, tendo como referência os balanços e relatórios oficiais. Diante de empreendimentos de tamanha magnitude, gravidade social e ambiental, o cumprimento do papel do Estado ressalta, naturalmente, como um desafio inadiável. E é nesse sentido que o livro traz também, em primeira mão, o Projeto de Lei que institui a Política Estadual dos Atingidos por Barragens e outros Empreendimentos (PEABE). Elaborado com a participação da sociedade civil, o projeto tem como objetivo saldar uma dívida histórica, estebelecendo diretrizes e mecanismos para balizar a ação dos empreendedores e do Estado nas tratativas de reparação e de garantias de direitos às pessoas e às populações que, em razão da implantação de barragens, têm a sua vida e a de suas famílias ameaçadas.


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


comentarios de los usuarios/usuarias