"Esta web utiliza cookies para facilitar la navegación por ella y para realizar análisis de su uso, incluida la elaboración de perfiles de navegación con fines publicitarios. Si continua navegando, consideramos que acepta su instalación. Para obtener información detallada sobre las cookies que utilizamos, incluyendo cómo configurar su navegador para rechazarlas, pulse aquí."

restauración

ficha técnica

CIDADE À CHUVA
CIDADE À CHUVA
(edición digital)
2015
78
978-989-51-3350-5
Epublication content package
Portuguese
3,00
(IVA inc)*
  • comprar ahora

    tu libro al instante

  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

No

sinopsis

- Será que a noite é um grande mar de água doce em que nos devemos afundar? Ele respondeu que a noite nunca estava só. A noite estava sempre casada, às vezes com um Janeiro, outras com um Dezembro. A outra calou-se por momentos e roubou-lhe a bebida. Quando falou de novo, disse que a noite era indistinta e nunca poderíamos saber se estava casada ou não. Ele disse que as noites não são iguais porque os meses também não. Quando finalmente a outra se moveu do sítio para um abraço finito, Miguel não sabia outro gosto senão o da derrota. Pensou o tempo todo, e porquê, e porquê, e porquê. Sem se justificar, fê-lo. A noite incerta de escuridão guardou-lhe o segredo. Depois, caminharam os dois nas ruas de miséria.


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


comentarios de los usuarios/usuarias