"Esta web utiliza cookies para facilitar la navegación por ella y para realizar análisis de su uso, incluida la elaboración de perfiles de navegación con fines publicitarios. Si continua navegando, consideramos que acepta su instalación. Para obtener información detallada sobre las cookies que utilizamos, incluyendo cómo configurar su navegador para rechazarlas, pulse aquí."

restauración

ficha técnica

CONTOS DESPERTOS
CONTOS DESPERTOS
(edición digital)
2017
104
978-989-51-9757-6
Epublication content package
Portuguese
3,00
(IVA inc)*
  • comprar ahora

    tu libro al instante

  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

No

sinopsis

Flávio não percebia nem compreendia o que poderia levar uma gaivota a lançar-se contra o sino. Tentou agarrá-la mas esta esvoaçava, sem parar, em redor do sino. Parecia querer transmitir-lhe uma mensagem, mas o quê? (Carlota, a Gaivota) Sentindo-se subitamente livre, Damião começou a correr sem direção. Correu durante muito tempo e sentia-se extremamente cansado, mas não conseguia parar. Continuou assim, durante horas. Correu, sem destino e sem descansar, até desmaiar. (Sábio Corredor) Num reino onde a magia e a fantasia marcavam a vida de todos os seres vivos, lá no alto do céu, as nuvens dançavam. Esta é a história dos Lobos e Golfinhos que viviam encantados nesse Reino distante. (Lobos e Golfinhos) Era muito difícil equilibrarem-se; andavam aos encontrões, uns contra os outros como chocalhos. Alexandre estava paralisado, bloqueado, olhando para tudo o que se passava à sua volta; não se movia, nem reagia a nada. (Um português na Índia) Contam que, quando era criança, Gerónimo se perdia frequentemente pelas ruas da sua própria aldeia, mas nunca no mar. (A lenda do Capitão Gerónimo) O dia dos horrores irrompeu sem retorno para os viventes da terra: vulcões irritados explodiram derretendo montanhas inteiras. A destruição foi maciça; a raça humana praticamente dizimada. (Fatídico Dia de São Crisóstomo)


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


comentarios de los usuarios/usuarias