Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso. Puede obtener más información en nuestra política de cookies.

restauración

ficha técnica

DELENDA MOçAMBIQUE
DELENDA MOçAMBIQUE
(edición digital)
2015
140
978-989-51-3944-6
Unspecified
Portuguese
3,00
(IVA inc)*
  • comprar ahora

    tu libro al instante

  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

No

sinopsis

Se por um lado Machel falava num Moçambique para todos, sem distinção de cores, desde que cada um se identificasse com a linha da Frelimo, por outro lado o ardor das suas palavras contra o branco, visando sempre com afincada insistência os missionários e as religiosas; o rancor que lhe vibrava na voz quando se referia aos portugueses, levantava uma tremenda suspeita. O homem estava a preparar-se e a preparar o povo para enxotar o branco. Era evidente que o queria fora de Moçambique. Isto começou a criar em certos espíritos, a insegurança, o receio do futuro. + Estamos longe: só pelos jornais se sabe, e mal, o que por lá se vai passando. Sabe-se, porém, que a população negra está na miséria e sofre agora os efeitos da guerra com a Rodésia, uma guerra que não é sua. Não há paz, nem felicidade. Em contrapartida, há fome e perseguições. Os campos de reeducação, ou antes, de trabalhos forçados, estão cheios. A história dirá se os Podgornys e os Castros trouxeram ao povo moçambicano a felicidade e o progresso que ele esperava, quando sacudiu das suas fronteiras o português ?colonialista e opressor?... Novos e velhos dirão depois se ganharam com a troca...


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


comentarios de los usuarios/usuarias