Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso. Puede obtener más información en nuestra política de cookies.

restauración

ficha técnica

OITICICA
OITICICA
(edición digital)
2015
226
978-989-51-3089-4
Unspecified
Portuguese
3,00
(IVA inc)*
  • comprar ahora

    tu libro al instante

  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

No

sinopsis

?É um livro por vezes comovente, com laivos da sensibilidade contida do Graciliano Ramos da seca extrema e, por outro lado, também da poesia ingénua e genial do Guimarães Rosa de Miguilim, retrato inigualável da infância. Herdeira natural desses dois gigantes da literatura lusófona, Mara Nóbrega anuncia-­se como um caso a seguir com atenção, após este Oiticica...?. Américo Guerreiro de Sousa Autor de Os Cornos de Cronos ?Belo romance, este ? Oiticica ?, com que Mara Nóbrega inicia os seus passos na longa ficção; bela a linguagem da sua narrativa; denso o teor com que a autora mantém a curiosidade do leitor, cativand­o até a última página do enredo, no qual lições de vida e de amor ao próximo nos são reveladas e ensinadas com a sabedoria da maturidade?. Dimas Macedo Da Academia Cearense de Letras Seduziu­-me neste romance a forma original como a jovem autora soube distribuir a estória: em planos intercalados onde a vida de Silas, o protagonista, é ordenada como os gomos de um fruto, ora criança maravilhada, ora adulto vigoroso, ora criança novamente, ora velho e doente, ora de novo criança... O ciclo desta existência encerra como começou ­ no seio enlevado da Natureza, sob o signo forte da chuva, aspiração máxima da criança no início do romance, causa final da morte do homem, a fechá­lo. É um livro por vezes comovente, com laivos da sensibilidade contida do Graciliano Ramos da seca extrema e, por outro lado, também da poesia ingénua e genial do Guimarães Rosa de Miguilim, retrato inigualável da infância. Herdeira natural desses dois gigantes da literatura lusófona, Mara Nóbrega anuncia­-se como um caso a seguir com atenção, após este Oiticica, que é nome de árvore sendo igualmente o nome da fazenda onde decorre este belo livro. Américo Guerreiro de Sousa Lisboa, Novembro de 2014


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


comentarios de los usuarios/usuarias