"Esta web utiliza cookies para facilitar la navegación por ella y para realizar análisis de su uso, incluida la elaboración de perfiles de navegación con fines publicitarios. Si continua navegando, consideramos que acepta su instalación. Para obtener información detallada sobre las cookies que utilizamos, incluyendo cómo configurar su navegador para rechazarlas, pulse aquí."

restauración

ficha técnica

SOCIOLOGIA
PORTUGAL E O MAR
PORTUGAL E O MAR
(edición digital)
2016
136
978-989-8819-51-2
ENSAIOS DA FUNDAçãO
Epublication content package
Portuguese
2,49
(IVA inc)*
  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Imprimible: Prohibido.
Copiar/pegar: Prohibido.
Compartir: 6 dispositivos permitidos.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

Si

sinopsis

O mar foi um factor essencial ao desígnio político primordial do Estado Novo: a manutenção do império ultramarino. Depois de afastado esse desígnio, com o 25 de Abril e com a adesão europeia, o mar foi dispensado das grandes opções políticas e económicas nacionais. Por isso, ainda hoje somos marcados pela ideia de que o mar é sinónimo de «passado» ? e, assim, continuamos a virar-lhe as costas. Ora, a par da língua, o mar é um dos maiores activos que Portugal possui. Projectado sobre o oceano e prolongando-se nos seus arquipélagos atlânticos, Portugal dispõe da maior região marítima da União Europeia. O «mar português» é, aliás, dos mais vastos do mundo. É tempo de sabermos conjugar a economia com a nossa geografia e aproveitar os seus recursos. Através deste ensaio, procura-se evidenciar o potencial do mar para a nossa economia, dando um contributo para a visão estratégica que os portugueses devem ter quanto ao seu futuro.

Biografía del autor

Tiago Pitta e Cunha nasceu em Lisboa em Março de 1967. Licenciado pela Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa (1990) e LL.M. (Legis Magister) em Direito Europeu e Internacional pela London School of Economics and Political Science (1994), iniciou a sua carreira como advogado e assistente dessa Faculdade de Direito. Assessor do presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas de 1995 a 1996. Delegado à Assembleia Geral das Nações Unidas em 1998 e conselheiro na Missão Permanente de Portugal junto das Nações Unidas (de 1999 a 2002). Representante de Portugal nas Nações Unidas para os Assuntos Marítimos e coordenador dos Estados-Membros da UE durante as Presidências portuguesa e francesa da União em 2000. Representante de Portugal na Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar; na Autoridade Internacional dos Fundos Marinhos, e no Processo Consultivo Informal das Nações Unidas sobre Oceanos e Direito do Mar. Coordenador da Comissão Estratégica dos Oceanos, um grupo de trabalho de alto nível, nomeado pelo primeiro-ministro e encarregado de redigir uma política nacional para os oceanos (Junho de 2003 a Outubro de 2004). Membro do Gabinete do Comissário Europeu para os Assuntos Marítimos, responsável pela Política Marítima Integrada da União Europeia (Novem- bro de 2004 a Fevereiro de 2010). É consultor do Presidente da República para os Assuntos da Ciência, do Ambiente e do Mar.


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


comentarios de los usuarios/usuarias