"Esta web utiliza cookies para facilitar la navegación por ella y para realizar análisis de su uso, incluida la elaboración de perfiles de navegación con fines publicitarios. Si continua navegando, consideramos que acepta su instalación. Para obtener información detallada sobre las cookies que utilizamos, incluyendo cómo configurar su navegador para rechazarlas, pulse aquí."

restauración

ficha técnica

POESIA EXTRANJERA
COMO SE UM GRITO
COMO SE UM GRITO
(edición digital)
2013
102
978-989-736-231-6
POESIA | POESIA
PDF
Portuguese
5,00
(IVA inc)*
  • comprar ahora

    tu libro al instante

  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

Si

sinopsis

Aquilo que escrevo, em razão do que observo, sinto e penso, tem várias preocupações, sendo certo que me esforço por defender princípios e valores. Em face desta opção, estou por cima de qualquer pretensão ou alinhamento de caracter estético, o qual troco, de bom grado, pela defesa de uma ética e uma filosofia sem decalques rigorosos, apenas expressão de um empirismo assumidamente meu. Quero dizer, fruto da conjugação ativa das minhas sensações e dos meus horizontes de linguagem, ou seja, do meio social a que pertenço sem reservas, e que molda, de forma indelével, a minha visão do mundo. O que escrevo, tenha o valor que tiver, é resposta a necessidades por mim sentidas, e essas carências estão retidas na minha consciência ética. E uma consciência, assim como uma ética, ou estão permanentemente ativas, ou são outra coisa. Porém, quando ativas, são múltiplas as suas preocupações, as quais têm o dever de manifestar através dos meios que melhor corresponderem às suas aptidões. Se escrevo sob a forma poética, é por considerar que para além de uma lógica explicativa, parcialmente possível, as palavras assim usadas melhor se compreendem quando espontaneamente interpretadas. Por isso, as releituras serem indispensáveis, e a reinterpretações serem de tanta acuidade. Que quem me leia não se deixe convencer, apenas se sinta desperto para criticar, é o que mais desejo. José Luís Moreira dos Santos


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


comentarios de los usuarios/usuarias