"Esta web utiliza cookies para facilitar la navegación por ella y para realizar análisis de su uso, incluida la elaboración de perfiles de navegación con fines publicitarios. Si continua navegando, consideramos que acepta su instalación. Para obtener información detallada sobre las cookies que utilizamos, incluyendo cómo configurar su navegador para rechazarlas, pulse aquí."

restauración

ficha técnica

QUASI BANDEIRAS DE CONVENIêNCIA
QUASI BANDEIRAS DE CONVENIêNCIA
(edición digital)
2018
104
978-989-52-1698-7
Epublication content package
Portuguese
3,00
(IVA inc)*
  • comprar ahora

    tu libro al instante

  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

No

sinopsis

O tema Quasi Bandeiras de Conveniência é um tema derivado da discussão de que há comprovadamente bandeiras que são conotadas como ?de conveniência?, mas que cumprem os requisitos para uma navegação segura. Os navios muito têm em comum com os carros. Os carros não têm personalidade jurídica e logo não podem ser levados as barras do tribunal ou responsabilizados por si só. Os navios, no entanto, têm personalidade jurídica, e há uma separação patrimonial do seu proprietário, sendo que, são poucas as vezes que o proprietário é judicialmente responsabilizado pelo navio. Quando um ser humano nasce, é-lhe atribuído um nome, uma nacionalidade, podendo renunciar a nacionalidade anterior. Este facto melhor explica, a titulo comparativo, a questão da nacionalidade que é necessariamente de registro para o reconhecimento da personalidade jurídica, sendo que a única diferença aqui identificável é a que o navio só pode ter uma nacionalidade de cada vez.


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


comentarios de los usuarios/usuarias