"Esta web utiliza cookies para facilitar la navegación por ella y para realizar análisis de su uso, incluida la elaboración de perfiles de navegación con fines publicitarios. Si continua navegando, consideramos que acepta su instalación. Para obtener información detallada sobre las cookies que utilizamos, incluyendo cómo configurar su navegador para rechazarlas, pulse aquí."

restauración

ficha técnica

ENSAYO ANTROPOLOGIA
UM COPO DE CÓLERA
UM COPO DE CÓLERA
(edición digital)
2018
978-989-665-367-5
SIN CODIFICAR
Epublication content package
Portuguese
8,99
(IVA inc)*
  • Ver dispositivos compatibles
  • ¿Es la primera vez que compras un eBook? Clica aquí

Permisos sobre el eBook

Imprimible: Prohibido.
Copiar/pegar: Prohibido.
Compartir: 6 dispositivos permitidos.

DRM o protección anticopia (para saber qué es clique aquí)

Si

sinopsis

Prémio Camões 2016
Semifinalista do Prémio Man Booker International

Segundo romance de Raduan Nassar, Um copo de cólera é uma das mais marcantes obras da literatura brasileira contemporânea.

Numa manhã depois de uma noite de amor, um casal de amantes lança-se numa discussão sem tento, «com as formigas subindo pela garganta», um duelo verbal em que o objectivo derradeiro parece ser a aniquilação do outro. Entre insultos vitriólicos, tiradas cruéis e egos bélicos, a aventura sexual rapidamente se transforma num jogo de poder sem estribeiras.

Esta novela - tão erótica quanto feroz - explora a fronteira entre o desejo de dominar e a vontade de ser dominado, entre a paixão e a submissão, expondo as complexas entranhas do amor.

De tal forma tenso e vibrante, Um copo de cólera rapidamente se transformou numa obra de culto da línguaportuguesa, confirmando Raduan Nassar como um dos mais marcantes escritores modernos do Brasil, ao lado de nomes como os de Clarice Lispector e Guimarães Rosa.

«... e estava assim na janela, quando ela veio por trás e se enroscou de novo em mim, passando desenvolta a corda dos braços pelo meu pescoço, mas eu com jeito, usando de leve os cotovelos, amassando um pouco seus firmes seios, acabei dividindo com ela a prisão a que estava sujeito, e, lado a lado, entrelaçados, os dois passamos, aos poucos, a trançar os passos, e foi assim que fomos diretamente pro chuveiro.»

Sobre Um copo de cólera:
«Um punhado de páginas poéticas e brutas que ensinam como se escreve sobre sexo em português.»
Pedro Mexia, Expresso

«A novela mantém um vigor intemporal, uma linguagem veloz, ferina e sem cerimónias que leva o leitor de roldão até à última página, circular e redentora. Uma experiência radical.»
Sílvia Souto Cunha, Visão

«Um dos pontos mais altos da língua portuguesa dos nossos tempos.»
Folha de S. Paulo

«Ler Raduan Nassar é uma experiência intensa. (...) A forma como combina as palavras resulta num efeito extraordinário.»
Times Literary Supplement

«Poucas vezes na literatura das últimas décadas o rigor formal e o engajamento político encontraram o simples em um universo tão poético.»
Cult, Brasil

«Um dos livros mais invulgares e incandescentes da literatura brasileira contemporânea.»
Jornal da Tarde, Brasil

«Uma obra que é um pedaço de carvão em brasa. (...) Tem mais poder nas suas poucas páginas do que a maioria dos livros com cinco ou dez vezes mais páginas.»
The Guardian, Reino Unido

«Um olhar profundo sobre a convulsão de uma sociedade rasgada por divisões de raça, classe e género.»
The Independent, Reino Unido

«Um livro carregado de drama, violenta ironia e proeza linguística. (...) A obra de uma mente original.»
The National, Reino Unido

«Uma prosa feroz e lancinante, para devorar de uma só vez.»
Frankfurter Rundschau, Alemanha

«Um diagrama de prosa estimulante sobre uma relação de amor. Um grande livro.»
Die Weltwoche, Alemanha

Biografía del autor

Raduan Nassar é natural de Pindorama, interior de São Paulo. Adolescente, transfere-se para a capital do Estado, onde continua os estudos. Cursou Direito e licenciou-se em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP). Publica o romance Lavoura arcaica em 1975. A novela Um copo de cólera, escrita em 1970, só aparece em 1978. Em 1997, sai a colectânea de contos Menina a caminho, reunindo textos escritos entre 1960 e 1970 e publicados anteriormente de modo esparso.


*Todos nuestros productos incluyen el IVA, ampliar información


otros libros del autor

MENINA A CAMINHO
año de edición: 2018
formato: Epublication content package
+ info
LAVOURA ARCAICA
año de edición: 2017
formato: Epublication content package
+ info

comentarios de los usuarios/usuarias